05/08/2017

Minha mini-férias (recesso)




















Olá Querido(a) Leitor(a) que aqui se encontra! Nos últimos tempos me perguntei várias vezes se eu continuaria mesmo com o blog, porque tenho a incessante vontade de recomeçar. É como se nada que eu fizesse ficasse realmente bom, e sempre me vem a vontade de jogar tudo no lixo, deletando tudo. Desculpe-me por ser assim. Mas depois vi que não valeria a pena fazer o mesmo, porque como valerá a pena as coisas que eu fizer, se eu realmente não tentar, não é mesmo? E resolvi voltar, porque de alguma forma me sinto bem aqui, e dane-se meus pensamentos ruins.

Eu fiquei apenas 1 semana sem ir a escola pelas minhas férias. Não foi bem férias, e sim um recesso, mas depois que o recesso acabou, nessa primeira semana de Agosto tivemos apenas Campeonato na Escola, e não aulas. Fomos na escola normalmente, nos horários normais, mas não tivemos aulas, - apesar de termos feitos alguns exercícios pequenos, para o Campeonato.

Eu sei que eu disse no outro post que nessas férias eu ia estudar pro Enem - do ano que vem - e tals. Mas vou fazer isso nas férias de fim de ano, que é bem mais longa, e bastante tediosas. E em 1 semana eu não sei me organizar nem pra estudar pras matérias que estou estudando agora na escola, imagina pro Enem.. Nessa semana sem ir á escola aproveitei ao máximo pra descansar, a mente de coisas relacionado a própria, e sobre as minhas notas, - quais preciso melhorar.

A minha mini-férias (ou recesso) de 1 semana, no começo baseou-se em dias de tédio (como sempre). A minha rotina era ler fanfic a madrugada inteira, dormir durante o dia, e acordar apenas para arrumar a casa, ou comer. Eu achava isso mais ou menos bom, é bom ficar acordada de madrugada, é uma paz sem explicação, mas eu não aproveitava o dia, e as minhas dores de cabeça aumentaram. Mas eu acabei parando, pois trocar o dia pela noite estava me deixando meio mal... Na noite de sábado(22) meu avô acabou caindo da escada, que tem na casa dele  e da minha vó, foi um susto muito grande, e eu ouvi o impacto do barulho, - por morar ao lado deles - e vê-lo naquela situação foi mui-to triste... Depois ele foi levado para o hospital, onde ficou uns dias por lá, e minha mãe, vó, primo, ou uma tia distante, da família, ficava lá com ele. Foram dias cansativos, mas assim que meu avô conseguiu o colete, por ter quebrado-se por dentro, ele voltou para casa. Agora a minha vó cuida dele, e minha mãe e um primo que moram com eles, fazem o máximo para ajudar minha vó, e meu avô. E uma tia viajou para cá, para ajudar também. Sinto-me um pouco triste pelos meus avós maternos, eles tem mais de 6 filhos, e apenas pode apenas contar com 3 nessa fase difícil, -  na verdade em todas a fases difíceis. - Os outros não fazem nada, do que beber e comer nas custas deles, e não fazer o mínimo pra ajudar em algo. Porque se todos ajudasse, não deixaria minha vó tão exausta. Eu não pude ajudar, pois eu não podia ficar no hospital, e precisa ter Muito cuidado, pra ajudar meu avô á se locomover, e colocar e retirar o colete. - Tenho medo do meu avô não aguentar (porque ele diz isso pelas dores que sente), ele já é bem idoso, e sente fortes dores, mas tenho fé, que ele aguentará, Sim

Um primo meu (o F.), veio passar as férias por aqui, veio ele, minha tia (para ajudar minha avó nos deveres de casa), e a namorada dele - qual ainda nós da família, ainda não conhecíamos. - ela é um pouco diferente do que esperávamos, pelo o meu primo ter aquela pequena fama na família, de safadinho. - Mas ela nos aparentou ser legal, e uma boa pessoa pro meu primo. Ela é um pouco na dela, assim como eu. Meu primo tem 16 anos, e ela 18.

Alguns outros primos meus finalmente apareceram por aqui também, por conta do incidente do meu avô, e eles finalmente vieram nos visitar, e ver como meu vô estar. Uma prima (de 21 anos) e um primo ( de 18 anos). Os papos foram colocados em dia, e minha mãe deu até um dinheirinho para tomarmos, sorvete, ou açaí. Eles ficaram para o jantar, depois se despediram e tiveram que ir embora.

Nas férias também eu e meu primo F. e a namorada dele(D.) e meu irmão(C.), fomos em um campinho perto da minha escola - que não é muito perto - para ver meu primo e irmão, jogarem futebol. Mas quando chegamos lá, não tinha ninguém -_-, e eles acabaram jogando futebol com uns meninos que estava no campinho, e como eu ia jogar no futebol feminino do campeonato da escola - como goleira - , entrei na brincadeira, e a D. também. Apesar de eu ter errado, várias vezes na hora de defender a bola, aquele dia foi divertido. Depois de termos jogado, fomos em um bar, perto de uma pracinha daqui do bairro, e fomos jogar naqueles joguinhos de fliperama que tinha de luta e de carro, que aqui tem. Eu joguei apenas o joguinho de carro - que jogamos com um volante - eu ganhei pela primeira vez no 1º lugar, e tive a chance de jogar mais uma partida sem precisar pagar, acabei passando para o meu irmão jogar. Depois tomamos sorvete, e fomos para casa.

No domingo(30/06), eu, meu irmão, minha priminha de 5 anos, meu primo (F.), e namorada dele (D.), fomos para casa da minha avó paterna, almoçar por lá. Um pouquinho depois, minha prima a Gabi, chegou lá também. - Ela e a minha tia N. finalmente também vieram, para ver o meu avô - e meu pai levou a Gabi, a casa da minha avó paterna onde estávamos. O almoço - foi bem delicioso obvious - e divertido. Depois de um tempo, chegaram alguns amigos da minha avó, e depois fomos pegados por uma onda de tédio, aí tive a ideia de irmos a  casa do pai e avó da minha priminha, - que eu não esperava que ia ser tão longe dali também - a minha priminha (a A.) adorou a ideia e fomos fazer a nossa caminhada. Eu jurava ser mais perto dali, quando eu fui lá de carro, mas foi tudo ok. Nos divertimos no meio do caminho, que foi longo. Quando chegamos, conheci a avó da A. e seu avô. Depois a avó dela, nos levou onde o pai dela morava, e tivemos que andar mais um pouco. Ela viu seu pai, e matou a saudade que estava dele. Conhecemos mais o lugar, e ficamos conversando. O pai da A. acabou dando R$10,00 para a A. comprar algo - milagre - e fomos fazer nossa caminhada de volta para a casa da minha avó paterna. No caminho, tomamos picolé, e a A. sorvete, e comemos salgadinho também. Chegamos na casa da minha avó, e fizemos nosso lanche da tarde - comemos Muito nesse dia. - Depois meu pai chegou de moto -_- ( não de carro galera), e fomos eu, meu irmão, e primos fomos fazer nossa caminhada, de volta pra minha casa, e da minha avó materna. Na volta que foi um pouco longuinha, eu e minha prima Gabi, engatamos em uma conversa sobre a nossa crença em Deus, nossas dúvidas sobre a existência do próprio - enquanto o meu irmão C. e meu primo F. e a D. brincavam com a minha priminha A. no caminho - . Achei legal conversar sobre isso com a Gabi, e percebi que ela tem as mesmas dúvidas que eu. Tipo: "Se Deus existe, porque ele deixa acontecer tanto sofrimento? ainda mais com as pessoas boas? Porque quando eu o sigo, eu sofro tanto? Mas eu sei que ele existe eu sinto.. Mas será coisa da imaginação das pessoas? Será que vale a pena mesmo deixar de ser do mundo e seguir a Deus que dizem ser perfeito? E será que vale a pena pagar dízimo de R$200,00 para obter seu milagre? (isso é na igreja que eu fui)..." Falamos sobre a ciência, Deus, e blá blá blá...Eram dúvidas uma atrás da outra, mas no fim concluímos que a nossa crença sobre o divino, lá no céu, é mais do que real. - É meio inexplicável de dizer. - Eu achei legal essa conversa com minha prima, porque teve umas semanas atrás que eu não estava nenhum pouco afim de ir a igreja, pela atormentação dessas dúvidas. - Mas minha minha mãe ás vezes, me obrigava, o que era pior. - Essa conversa com a minha prima foi de todo muito boa pra mim, porque isso me fez perceber que não é só eu, que tenho isso, sabe? E conversamos sobre a vida, as pessoas, e como a gente não conhece ninguém de verdade, - afundo. "Aí você está sozinho, e do nada algumas pessoa aparecem para dizer que você não é o único a sentir isso, ter esses pensamentos loucos de vez em quando" ...

Sobre esses dias com meu irmão e primos:
"Sair fora da rotina, ás vezes, faz a vida ter um gosto bom de viver, e olha que esses momentos fora da rotina normal, são raros. Mas tento aproveitar, o máximo que posso, enquanto é tempo. Porque esses momentos são como um sorvete prestes a derreter.." 

14 comentários:

  1. Minhas férias foram um pouquinho mais longas do que as suas, mas, sinceramente? Não consegui descansar, não foi o suficiente para mim. Eu estava TÃO cansada, e... ainda estou.

    Sobre seu avô: espero mesmo que ele fique bem. Sei como é porque meu avô materno está numa cadeira de rodas com um começo de Alzheimer e precisando de muita ajuda, minha avó está exausta, meus pais fazem o que podem... Mas há outros filhos que, por ressentimentos passados, parecem não se importar tanto. É triste.

    Boa volta às aulas para você! E boa semana!

    As moscas na janela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar se o tempo estiver corrido, tente descansar. Precisamos descansar, tanto mentalmente, quanto fisicamente, para estarmos aptos, e a continuar vivendo e bem.

      Muito obrigada. Sinto muito pelo o seu avô também. Desejo-lhe melhoras, e muitas bençãos pra você, seu avô e toda sua família... É realmente triste quando tem filhos, que desaparecem da vida dos pais, na horas mais precisas deles. Mas o tempo há de passar, e suas consciências pesarão, surgindo um grande arrependimento. Só espero que não percebam, que são filhos ingratos, tarde de mais

      Muito obrigada amore. Boa volta ás aulas pra ti também, e uma ótima semana.

      Beijos.

      Excluir
  2. Oi Aslee! Sobre isso de recomeçar... Eu recomecei e me sinto muito melhor assim.
    Nas minhas férias eu não fiz nada, nada mesmo, porque eu quis. Eu poderia ter estudado como disse pra todo mundo que me conhecia, mas deixei tudo pra lá, e preferi fazer nada.
    Talvez o seu avô realmente melhore, olha, minha vó já quebrou as pernas mas hoje, com 84 anos, anda sozinha, mas claro, com algumas dores.
    Sinceramente? Achei que suas férias foram melhores que a minha, mesmo que eu tenha tido 2 semaninhas.
    Me diz teu signo?
    Corvu-s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vick. Que bom que sentes melhor assim, também estou sentindo.
      As minhas férias era para terem sido, bem assim também, simplesmente fazendo nada, mas a chegada dos meus primos, acabou tirando-me da rotina de-não-fazer-nada-como-sempre.
      Muito obrigada <3. Meu signo é de Libra.

      Excluir
  3. Entendo esse sentimento de querer desisto do blog, começar outro, não gostar de nada que faz. Mas quero te dizer que adoro tudo que você cria - postagens e layouts.
    Sinto muito pelo seu avô. Melhoras pra ele. Que bom que você aproveitou seus primos e teve um tempo divertido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que alguém me entende <3.
      Muito obrigada, você não sabe o quanto fico feliz, em ler isso♥.

      Excluir
  4. Essa coisa de parar ou continuar com o blog acontece com todo mundo. As vezes é bom dar umas férias para o blog, ficar um tempo sem postar.
    Espero que seu avô esteja bem depois do susto.
    É bom aproveitar para fazer algo diferente e sair da rotina. Se for ao lado dos primos é melhor ainda.
    Beijinhos!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ás vezes dá um tempo do blog, faz bem, ás vezes gera mais criatividade.
      Obrigada <3.

      Excluir
  5. Não pare como blog, ter uma blog é muito legal e uma experiência muito boa.
    Que triste isso que aconteceu com seu avó, espero mesmo que ele se recupere logo e fique bom!
    Férias são sempre legais, mas eu não gosto de trocar o dia pela noite, na verdade eu sou uma pessoa do dia então me sinto bem mais útil durante o dia hehe :)
    Legal essa comparação do sorvete prestes a derreter com o sair da rotina, é bem isso mesmo.

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ter um blog é uma experiência fantástica.
      Eu também espero, que meu avô fique bem logo, se Deus quiser, logo sim.
      Hehe antes eu também era uma pessoa bem do dia, mas as coisas mudaram.
      Obrigada <3.

      Excluir
  6. Oi! É por acaso que cheguei aqui no teu blog, mas quero te dizer pra nunca desistir das coisas que te fazem bem.
    Se te dá paz usar esse blog pra expressar os teus sentimentos que por vezes ficam presos no teu peito, usa, porque é como se fosse uma conversa com Deus. Não perde isso. Nunca subestime as coisas

    Sobre teu avô: desejo melhoras.
    Sobre as tuas reflexões sobre Deus: Eu vejo que as coisas ruins acontecem com pessoas boas porque através delas a gente experimenta algo muito melhor e mais forte do que o momento perfeito que teríamos tido caso as coisas ruins não tivesse acontecido. Às vezes Deus permite que passemos por alguns obstáculos para nos tornarmos mais fortes na fé, e depois ficarmos firmes na nossa caminhada.
    Sobre o dízimo: O dízimo não foi feito pra comprar bênçãos e milagres. O dízimo é tu tirar um pouco de ti pra ajudar a Palavra de Deus a chegar em mais gente (porque precisamos de pastores, de estrutura física e tudo mais para que isso ocorra, e isso tudo custa dinheiro), e não para adquirirmos algum tipo de cupom que podemos trocar por milagres, ou curas. A bênção vem sim através do dízimo, porque Deus abençoa quem tira de si para poder promover o Seu nome, inclusive a vida financeira do dizimista melhora quando ele pratica esse ato de doação e caridade. Tudo o que temos, recebemos Dele, e Ele nunca deixará que nos falte aquilo que dedicamos à Ele. :)
    Beijos.

    http://palavras-insanas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda, muito obrigada por isso <3.
      As coisas na minha cabeça, até esclarecerão mais♥

      Excluir
  7. Oi flor, recomeçar é sempre bom. DESISTIR JAMAIS. Nós blogueiras e youtubers, sempre passamos por esses momentos em que queremos acabar com tudo que construímos. Faz parte. mas, não podemos deixar que esses sentimentos cresçam. Sempre devemos seguir em frente. Não deixe com que NADA E NINGUÉM te desanimem. :)

    Às vezes é bom ter um tempo pra pensar e refletir na vida.

    E quero que saiba também que Deus é contigo flor. Deus te ama e SEMPRE QUER O SEU BEM! Não deixe essas coisas te desanimarem. <3

    Que Deus te abençoe anjo! <3

    TU É VENCEDORA!

    Hey Lou Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Lou, que Deus lhe abençoe também ♥

      Excluir